Versão para impressão Versão para impressão

Por Leda Clemente

Colaboração

Jessé Moraes e Marilene Santana Estacas Aracaju Norte e Sul.

Iracema Ferro – Estaca Maceió Brasil Pajuçara.

Débora Mussallam – Estaca Maceió Brasil Litoral.

 

Neste sábado, dia 2 de Julho, o Programa Mãos que Ajudam, de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias realizou inúmeros projetos , em todo o Brasil. Foi o  “Dia Nacional de Ação Voluntária. Ao longo dos últimos meses, em todos os Estados do Brasil, os coordenadores do Programa Mãos que Ajudam mobilizaram-se nos contatos e relacionamentos com o objetivo de promover todas estas iniciativas.

E em Alagoas e Aracaju o envolvimento não foi diferente, cerca de 600 pessoas estavam a postos e motivados para servir ao próximo. Os Voluntários da Estaca Pajuçara realizaram seu projeto em três etapas, uma arrecadando alimento, a segunda armazenando esse alimento e a última etapa, doando o alimento,  estiveram, no Lar Santo Antônio de Pádua. A instituição é mantida apenas por doações, abriga 86 pessoas (em sua maioria idosos e doentes que foram abandonados por suas famílias) e fica sob os cuidados do franciscano Frei José.

“Agradeço os voluntários do Mãos Que Ajudam que vieram até nosso lar e trouxeram um gesto concreto do amor de Deus. Vocês vão estar conosco, em nossos corações, nos nutrindo não só com este alimento, que veio numa excelente hora. Fazemos este trabalho nos emprestando para estas pessoas, mas ele não seria possível sem anjos do Senhor como vocês”, destacou Frei José.

Fabiano Pessoa estava entre os voluntários que estiveram na entrega dos mais de 300kg de alimentos recolhidos junto aos membros e amigos da Estaca Pajuçara. “Me senti pequeno demais para que os problemas que eu reclamo não são nada diante das bênçãos que tenho. Vou sair muito mais humilde”, analisou.

O projeto foi recompensar para todos os envolvidos, muitos estavam vestidos com o colete e com o sorriso largo no rosto.

“Temos sempre que buscar oportunidades de servir, sair do mundo cor-de-rosa, cheio de bênçãos e ajudar os filhos do Senhor. Até mesmo para saber que precisamos deles para estar mais perto do Senhor”, afirmou a voluntária Anna Claudia Marques.

 

Em  Aracaju o dia foi marcado com o projeto Mãos Que Ajudam a Combater o Aedes Aegypti, transmissor da dengue, chikungunya e zika vírus. 300 voluntários das estacas Aracaju norte e sul em parceria com os agentes de endemias da Secretaria de Saúde de Aracaju, percorreram várias ruas dos bairros Santos Dumont, Luzia, Siqueira Campos e Farolandia, distribuindo panfletos informativos sobre os cuidados para evitar o Aedes e eliminando focos.

Para Jeferson Almeida, Coordenador dos agentes de endemias, “foi muito importante a participação dos voluntários do programa Mãos Que Ajudam, ao somar-se à força tarefa do município que já faz esse trabalho diariamente. Além de se tornarem multiplicadores em suas famílias e comunidade que residem”. Salientou.

 

Como parte dos eventos do Programa Mãos que Ajudam , a Estaca Maceió Brasil Litoral realizou a campanha “Mãos que Ajudam na conscientização da doação de sangue.” O Projeto contou com a participação de mais de 50 voluntários que distribuíram panfletos e adesivos e exibiram faixas sobre a importância de ser um doador regular.

 

O atividade teve início com a palestra “Aspectos Práticos da Doação de Sangue e Medula Óssea”, ministrada pela  SrªMaria das Graças Martins Padilha, Coordenadora da Equipe de Capacitação de Doadores de Sangue e Medula Óssea do Hemocentro de Alagoas. Em seguida, os voluntários se dividiram em grupos de três a cinco pessoas para realizar o trabalho de conscientização. A maior parte deles se concentrou na Avenida Siqueira Campos, uma das principais avenidas da Região Sul da Capital, mas alguns seguiram em direção ao banco de sangue, há algumas quadras da Capela do Trapiche, para realizar a doação.

O Élder Fontes, que serve atualmente na Ala Bebedouro, ressaltou que o evento é um incentivo para as pessoas aprenderem a importância de doar sangue, o que faria um grande bem para a comunidade. O irmão Bento, da Ala Alvorada, afirmou que já era doador mas que estava sendo uma experiência emocionante ajudar agora na campanha de conscientização. O jovem Joseph Moraes, da Ala Prado, destacou que o projeto era a contribuição que os membros poderiam fazer para ajudar em uma causa tão importante.

 

O evento foi organizado pelo Conselho de Assuntos Públicos da Estaca Maceió Litoral em parceria com o Hemocentro de Alagoas  e teve inicialmente como objetivo suprir o estoque de sangue da entidade. Nos mês de maio, a queda do número de doadores acabou resultando no falecimento de crianças com leucemia. A campanha foi uma grande oportunidade para os membros seguirem o exemplo do Salvador Jesus Cristo em estender as mãos aos necessitados e ajudar a comunidade a fazer o mesmo. Os líderes da Estaca também puderam mostrar a disposição da Igreja em estabelecer parcerias com o poder público no intuito de beneficiar a população.

As demais Estacas também realizaram projetos, a Estaca Maceió proporcionou Alegria aos Órfãos, com uma manhã de lazer na capela da avenida Santa Rita de Cássia, ao lado do Instituto da Visão, no Farol, a Estaca Tabuleiro  realizou pequenos  reparos na APALA que cuidam de  pessoas com câncer a Estaca Colina realizou o Mãos que Ajudam a Terceira Idade. Já em Arapiraca, o dia foi de ação na Casa de Recuperação para dependentes químicos Lar Semear.

 

 

Este ano, o Programa Mãos que Ajudam celebra 15 anos, com mais de 11 milhões de pessoas assistidas e a participação de aproximadamente dois milhões de voluntários em mais de três mil projetos realizados.

www.facebook.com/maosqueajudambrasil/

 

 

Comments Nenhum comentário »

Versão para impressão Versão para impressão

Inúmeros projetos irão movimentar o dia 2 de Julho, em todo o Brasil. É o “Dia Nacional de Ação Voluntária”, promovido por meio do Programa Mãos que Ajudam, de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, com o apoio de diversos parceiros incluindo o poder público, instituições de ensino, outras denominações religiosas e entidades nos quatro cantos da nação.

 

Alagoas e Sergipe,  vão realizar 7 projetos.

Estaca Maceió

Uma manhã de lazer na capela da avenida Santa Rita de Cássia, ao lado do Instituto da Visão, o tema desenvolvido com as crianças será, Sou um filho de Deus e Ele me guardará, Receberemos um onibus com crianças carentes de uma escolinha mantida pelo vereador Guilherme. Terão brincadeiras com foco no desenvolvimento pessoal e profissionalcom a presença do Palhaço Zito das 08h até as 14h

Estaca Pajuçara

O Mãos que Ajudam a Armazenar e Doar Alimentos, com a doação de mais de 300 quilos de alimentos para o Lar Santo Antônio de Pádua, que cuida de pessoas doentes abandonadas pela família e dependentes químicos;

Estaca Litoral

O Mãos que Ajudam na Conscientização da Doação de Sangue;

Estaca Tabuleiro

O Mãos que Ajudam no Amparo às Pessoas com Câncer com apoio da APALA;

Estaca Colina

O Mãos que Ajudam a Terceira Idade;

Estava Arapiraca

O dia será de ação de motivação na Casa de Recuperação para dependentes químicos Lar Semear;

Estacas Aracaju Norte e Sul

Em  Aracaju o dia foi marcado com o projeto Mãos Que Ajudam a Combater o Aedes Aegypti, transmissor da dengue, chikungunya e zika vírus.

Este ano, o Programa Mãos que Ajudam celebra 15 anos, com mais de 11 milhões de pessoas assistidas e a participação de aproximadamente dois milhões de voluntários em mais de três mil projetos realizados.

www.facebook.com/maosqueajudambrasil/

Comments Nenhum comentário »

Versão para impressão Versão para impressão

A 14ª edição do Pajuçara Management, que ocorreu nos dias 7 e 8 de junho, reuniu grandes nomes brasileiros inseridos na gestão empresarial. O último dia foi encerrado com uma das palestras mais esperadas, a do professor e empresário Carlos Wizard.

Durante vários momentos o empresário citou a Igreja como um exemplo para sua autossuficiência, ele palestrou sobre a própria trajetória profissional e de como se tornou um dos maiores empreendedores do Brasil. Ele começou a carreira com aulas particulares e, logo depois, fundou a escola de idiomas Wizard, criou o Grupo Multi, composto, também, pelas escolas Skill, Yázigi e Microlins e em 2015,  comprou a rede Mundo Verde, varejista voltada para gêneros alimentícios saudáveis.

O evento aconteceu no Centro de Convenções Ruth Cardoso, bairro de Jaraguá, em Maceió.

Durante a noite, Carlos Wizard falou sobre as sete chaves de ouro da prosperidade o qual lhe ajuda a ter sucesso e são essas dicas que ele ensina para todos os seus amigos.

1- Zere seu passado.

2- Sonhe acordado.

3- Deseje empreender para enriquecer.

4- Determine quanto quer ganhar.

5- Divida para multiplicar.

6- Guarde cada tostão para juntar seu milhão.

7- Acredite em sua origem divina

É Autor de 7 livros de sucesso

.

  • Vencendo A Própria Crise
  • O Desejo de Vencer
  • Como Sonhar e Realizar Seus Sonhos
  • 100 Pensamentos – Motivação, Liderança e Sucesso
  • 100 Pensamentos – Motivação, Liderança e Sucesso – Vol 2
  • Meu Presente Mais Valioso,
  • Desperte o Milionário Que Há Em Você,

Hoje Carlos wizard é um professor na lista dos bilionários.

Comments Nenhum comentário »

Versão para impressão Versão para impressão

por: Ascom Câmara

03/06/2016 – 22:00 – Atualizado em 03/06/2016 – 22:00

A Câmara Municipal comemorou na tarde desta sexta-feira (3), os 50 anos da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, em Alagoas, e os 15 anos do Programa Mãos que Ajudam no Brasil. Para isso, foi realizada uma sessão solene no Plenário da Casa, proposta pelo vereador Silvio Camelo (PV), com a participação de representantes e membros da instituição religiosa no Estado, além do vereador Guilherme Soares (PSDB).

Segundo Silvio Camelo, a Igreja é merecedora de todas as homenagens, sobretudo, no que se refere ao trabalho social desenvolvido. “Os mórmons, como são carinhosamente conhecidos, não se limitam apenas a levar uma palavra de conforto espiritual. A igreja vai além e dedica parte de seu tempo ao trabalho comunitário”, afirmou. Ainda de acordo com o parlamentar, a Câmara ao aprovar por unanimidade seu pedido de realização da sessão solene, presta um reconhecimento às ações desenvolvidas na prevenção e conscientização de várias doenças, na limpeza das praias, ruas e córregos e no trabalho de recuperação de escolas públicas, entre outas atividades.

Falando como representante da Igreja, o promotor de Justiça, Magno Alexandre, relatou um pouco sobre seu contato com os trabalhos religiosos e sobre a história da própria instituição. “Tive meu primeiro contato com a igreja quanto tinha 12 anos. Hoje, mais de trinta anos depois, fico feliz em estar aqui no Legislativo municipal, nesta sessão solene, que homenageia a Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias”, destacou.

Segundo ele, a instituição, fundada em 1820 em Nova Iorque, registra atividades missionárias em 180 países, com publicações traduzidas em 188 idiomas. Só em Alagoas, são 36 mil membros. “No estado, a igreja inicia suas atividades em 1966, quando integrantes da família Tenório foram batizados. Este é o marco inicial da nossa história em Alagoas”.

Magno Alexandre também falou sobre o trabalho humanitário como a ajuda às vítimas das enchentes de 2010, quando os mórmons “arregaçaram as mangas e praticamente se mudaram para os municípios atingidos com um único objetivo: ajudar a quem precisava de ajuda”. “Hoje, mantemos parceria com diversas instituições e entidades locais, nacionais e internacionais, inclusive de outras religiões, viabilizando as nossas ações”, completou.

O primeiro líder eclesiástico do Mão que Ajudam, Benedito José da Silva, falou que o programa visa proporcionar mão de obra voluntária e que as atividades são realizadas sempre em um único dia. “Estas são diretrizes estabelecidas pela Igreja e, ao longo desses 15 anos, temos obtidos resultados significativos tanto na evangelização quanto nos trabalhos sociais”, ressaltou.

O vereador Guilherme Soares também prestou sua homenagem à Igreja, destacando o trabalho voluntário e a evangelização. “Conheci a Igreja através de alguns amigos que me convidaram certo dia. Eu que sou um homem que ama a Jesus, confesso que fiquei encantado com as atividades e com a filosofia dos mórmons, por isso, só poderia desejar que a instituição amplie suas missões evangelizadoras e seu trabalho de ajuda ao próximo. Parabéns pelos  50  anos  em Alagoas e pelos 15 anos do Mãos que Ajudam no Brasil”, disse.

Durante a sessão, o coral da Igreja fez uma apresentação, cantando hinos de louvor.

Comments Nenhum comentário »

Versão para impressão Versão para impressão

Por Leda Clemente, voluntária do Programa Mãos que Ajudam

Fotos: Pollyana Cardoso Fish, Diretora Relações com a Mídia e Ruth Melo, Diretora de Assuntos Públicos

20160605_184249

Comitê de Assuntos Públicos de Maceió

Este domingo(05), foi especial para Alagoas, durante a tarde, representantes das unidades da Igreja da região e o conselho de assuntos públicos receberam um treinamento do departamento de assuntos públicos da Área Brasil. O diretor de assuntos públicos da Área Brasil, Nei Tobias Garcia Junior, ministrou o treinamento e participaram líderes das estacas Maceió, Litoral, Pajuçara, Colina e Tabuleiro.

Durante o treinamento, todos tiveram a oportunidade de compartilhar experiências de projetos anteriores, como também de discutir  ações para o próximo Projeto Nacional que será em julho.

Nei Garcia, disse que o papel do Comitê de Assuntos Públicos vai além dos Projetos Mãos que Ajudam e que  os Projetos do Programa Mãos que Ajudam não são necessariamente realizados só pelos membros do Comitê, as Organizações das Moças, Rapazes, Primária e Sociedade de Socorro, são encorajadas para realizarem projetos com a Comunidade, utilizando o colete de identificação.

Após o treinamento foi oferecido um lanche para todo o Comitê e para finalizar a noite, irmão Nei, ofereceu um Devocional, sobre Mídias Sociais e todas as famílias foram convidadas a participar.

Durante o Devocioanl, foi duscutido que mídia social é divertida, grátis, informativa e também esta aqui para ficar. Tem o potencial de conectar o mundo, e qualquer indivíduo ou organização que está tentando divulgar uma mensagem para um grande público deve levar isto a sério. Não é de se admirar  que a Igreja, com uma mensagem tão importante quanto o evangelho restaurado, está levando esse debate para a internet e incentivando os membros a fazerem o mesmo

A Igreja administra várias páginas do Facebook, canais no YouTube e contas no Twitter que atingem o público dentro e fora da Igreja.

As mídias sociais proveem maneiras singulares de ensinar o evangelho. Missionários SUD estão encontrando, ensinando e batizando investigadores que conheceram online  a Igreja encoraja o uso dos meios de comunicação social desde que apoiem a missão da Igreja, melhorem relacionamentos e facilitem a revelação entre os filhos de nosso Pai Celestial.

A Igreja está nas redes sociais

    

Comments Nenhum comentário »

Versão para impressão Versão para impressão

Por Iracema Ferro

A Câmara Municipal de Maceió promove na próxima sexta-feira, dia 3, às 15h, uma Sessão Solene em celebração aos 50 anos d’A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias em Alagoas e os 15 anos do Programa Mãos Que Ajudam no Brasil.

A proposta do vereador Sílvio Camelo foi aprovada por unanimidade pelos vereadores. A sessão contará um pouco da trajetória da igreja em Alagoas, testemunhos, projetos de ajuda humanitária, bem como será agraciado com a boa música apresentada por um coral mórmon.
“Este é um momento muito especial para nós, poder celebrar esta data histórica. O Pai Celestial, seu filho Jesus Cristo e seu evangelho são o alicerce de nossas vidas, buscamos seguir seus ensinamentos e mandamentos”, explica o líder eclesiástico Frazio Tenório.

Como chegar
Endereço: Pc Mal Deodoro, 376, Maceió – AL
Telefone:(82) 3221-1281

Comments Nenhum comentário »

Versão para impressão Versão para impressão

Por Leda Clemente – Voluntária do programa Mãos que Ajudam

Revisão – Ruth Melo – Diretora de Assuntos Públicos Multiestacas em Alagoas

Fotos: Pollyana Cardoso Fysh – Diretora de Mídia Multiestacas em Alagoas

 

O dia 28 de maio ficou marcado para os membros de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos últimos dias em Maceió, foi um momento para celebrar os 50 anos da Igreja em Alagoas, durante a tarde aconteceu a Casa Aberta, evento em que os visitantes conheceram as dependências da Igreja,  aprenderam sobre cada organização e tiraram as dúvidas sobre o evangelho de Jesus Cristo com os Missionários, todos foram agraciados com uma exposição de fotos, revistas, livros e imagens do início da Igreja no estado, a Igreja foi fundada em 1830 e hoje está presente em quase todos os países e há 50 anos vêm abençoando a vida de muitas famílias em Alagoas.

Na ocasião também foi comemorado os 15 anos do Mãos que Ajudam, que é o programa  mundial de auxílio humanitário d’A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, que tem ajudado a socorrer pessoas em calamidades, com doações de sangue, de cadeiras de rodas, em asilos, orfanatos entre outros projetos humanitários, os visitantes conheceram todos os projetos realizados em Alagoas durante esses 15 anos do programa. “Foi um dia muito rico de testemunhos, contamos com  a presença de muitos visitantes e membros da sociedade civil”, disse a Diretora de Assuntos, Ruth Melo. A comemoração contou com a participação do Dom Antônio Muniz Fernandes, atual arcebispo de Maceió, do Vereador, Guilherme Soares e do representante da Prefeitura de Maceió, Alan Balbino.

O Encerramento da noite contou com discursos proferidos por alguns pioneiros da Igreja, Maria Betânia Tenório ,Nádia Fernanda Maia de Amorim  e Suely Valdez Santos Cavalcante e alguns líderes das estacas e liderança da Área Brasil. “Foi uma gloriosa experiência participar da comemoração de cinqüenta anos da Igreja em Maceió, ver a exposição histórica com fotos e participar do devocional ouvindo historias de fé dos pioneiros! Que possamos com este legado de fé exemplo e consagração avançar nesta grande causa! Nossos visitantes especiais alem de todos presentes foram edificados! O arcebispo Dom Antonio Muniz ficou animado para parcerias em projetos comunitários e também pela microfilmagem de registros! Foi tudo maravilhoso! Parabéns Maceió e gratidão A todos lideres membros e organizadores do evento”, finalizou o Élder Sérgio Antunes, dos Setenta.

O Presidente da Estaca Maceió Brasil, que é filho de uma das Pioneiras da Igreja em Maceió, Suely Valdez, disse “foi maravilhoso participar da Comemoração dos 50 anos da Igreja de Jesus Cristo dos Santo dos últimos em Alagoas, fomos abrilhantados com um maravilhoso espírito, ouvir esses pioneiros foi grandioso”.

Maria Betãnia Tenório que também é uma pioneira compartilhou de seus sentimentos “A comemoração do aniversário de 50 anos da Igreja em Alagoas me trouxe gratas lembranças, saudade de pessoas queridas e de intensa convivência, que já não estão conosco. Porém, principalmente me concedeu mais uma vez a oportunidade de avaliar o crescimento e o amadurecimento da Igreja nesta região. Éramos um núcleo tão pequeno em 1966 e hoje somos tantos. Posso afirmar que é como um milagre”.

O número de membros da Igreja hoje passa dos 15 milhões. Há centros de história da família em 153 países, os materiais da Igreja estão publicados em 188 idiomas.

Atualmente, há  existem  cerca de 32 mil membros em Alagoas, com uma missão, cinco estacas, um CA(Centro de autossuficiência) e uma sede do Instituto de Religião.

 

 

Comments Nenhum comentário »

Versão para impressão Versão para impressão

Por Ruth Melo

Diretora de Assuntos Públicos Multiestacas em Alagoas13289037_1037952466282676_1782825562_n

A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias celebra 50 anos em Alagoas. Em comemoração à este marco, no próximo sábado (28) será realizada uma tarde e noite de eventos especiais na capela do Farol [na Avenida Santa Rita, 287, ao lado do Instituto da Visão]. Das 16 às 18h acontece uma Casa Aberta, evento em que os visitantes podem conhecer as dependências da igreja, saber mais sobre suas organizações, além de conversar com os membros e os missionários para tirar as dúvidas sobre o evangelho de Jesus Cristo. “Também comemoramos os 15 anos do Mãos que Ajudam, que é o programa mundial de auxílio humanitário d’A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, que tem ajudado a socorrer pessoas em calamidades, doações de sangue e de cadeiras de rodas, ações das mais diversas com a participação inclusive de crianças”, explica o líder eclesiástico Marcos Silva. Às 19h, será realizada uma devocional histórica sobre a igreja ao longo desses 50 anos no estado alagoano, a igreja que foi fundada em 1830 Fayette, Nova Iorque, EUA. SESSÃO SOLENE A Câmara Municipal de Maceió promove no próximo dia 3 às 15h uma Sessão Solene em celebração aos 50 anos d’A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias em Alagoas e os 15 anos do Programa Mãos Que Ajudam no Brasil. A proposta do vereador Sílvio Camelo foi aprovada por unanimidade pelos vereadores. A sessão contará um pouco da trajetória da igreja em Alagoas, testemunhos, projetos de ajuda humanitária, bem como será agraciado com a boa música apresentada por um coral mórmon.

Comments Nenhum comentário »

Versão para impressão Versão para impressão

Por LEDA CLEMENTE — Diretora de Assuntos Públicos Multiestacas em Alagoas
Revisão e fotos: MARCELO TODARO — Diretor de Assuntos Públicos da Estaca Maceió Brasil

 

Aconteceu no último dia 28 mais uma ação do projeto Mãos que Ajudam em Maceió, no qual mais de seis toneladas de alimentos foram doados a famílias carentes.

Através de doações de membros, amigos e parceiros de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, os voluntários de Maceió do Mãos que Ajudam arrecadaram e distribuíram arroz e feijão na Grota do Arroz, na Grota São Rafael e na Associação de Ajuda ao Idoso e Gestante do Bairro Virgem dos Pobres. Em Arapiraca, as instituições beneficiadas foram Lar da Menina, Lar São Domingos e Lar Semear.

Em todo o Brasil, mais de 500 toneladas de alimentos foram arrecadadas e distribuídas a famílias e comunidades carentes e instituições de caridade.

O projeto foi dividido em três etapas. A primeira foi a arrecadação das doações de alimentos. Na segunda, diversas oficinas de armazenamento foram realizadas em todas as capelas de Maceió e Arapiraca, ensinando técnicas simples de conservação de alimentos com uso de cabeças de alho e garrafas pet, numa forma de prevenção e autossuficiência, além de preservação ambiental — cerca de 200 mil garrafas foram reutilizadas e deixaram de serem jogadas no meio ambiente. A última etapa, que fechou o projeto, foi o mutirão que reuniu voluntários na sede das estacas Pajuçara e Arapiraca, onde todos receberam as últimas instruções de segurança e entrega eficiente do alimento nas comunidades escolhidas.

Em Maceió, quando os voluntários chegaram ao local de entrega, os líderes comunitários locais já estavam a postos, vestidos com coletes verdes e lilás para organizar melhor a logística da distribuição.

O projeto Mãos que Ajudam teve início em 1998 e é um programa permanente de ajuda humanitária e de serviço comunitário de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos últimos Dias. A cada ano são realizadas ações diferentes. “Já reformamos escolas, limpamos praças, doamos materiais para o Hospital e Maternidade São Lucas, produzimos e doamos kits para novas gestantes são anos de serviço voluntariado”, disse Frázio Tenório, presidente da Estaca Maceió.

Modelo de solução para um país com tantos desafios sociais, o Mãos Que Ajudam mobiliza milhares de voluntários há 12 anos. Mais de 2 milhões de pessoas já se envolveram nas ações, doando seu tempo, talento e suas mãos para ajudar a transformar realidades, levar alento, conforto e autoestima. Nesta ação, mais uma vez, os voluntários conscientizaram a comunidade e praticaram o exemplo de Jesus Cristo no serviço ao próximo.

As fotos do slideshow abaixo são da ação ocorrida em Maceió. Clique no meio da imagem para iniciar exibição das fotos.

Comments Nenhum comentário »

Versão para impressão Versão para impressão

Por Leda Clemente – Diretora de Assuntos Públicos Multiestacas

O Élder Jeffrey R. Holland, do Quórum dos Doze Apóstolos de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, esteve em Maceió neste dia 25 para realizar um devocional especial com as estacas da cidade, ocasião em que todos foram edificados com um belo discurso focado na família.

O Élder Holland salientou que esta tem sido uma época de muita provação para as famílias. Nosso inimigo tenta exaustivamente destruir a base da família com conceitos que vão contra nossos princípios eternos. A popularização da cultura homossexual é um grande exemplo, mas nós, membros da Igreja, sabemos muito bem o que há por trás disso, basta consultar as escrituras. Por exemplo, qual foi a primeira tragédia descrita na Bíblia? Lendo a história de Caim saberemos a resposta. Qual foi a grande tragédia do Livro de Mórmon? A divisão da família de Leí. Enfim, estudando as escrituras, conheceremos todas as tentativas do inimigo de destruir a família.

Em seguida, o Élder Holland enfatizou que os santos dos últimos dias é o único povo do mundo que possui ordenanças que unem a família para a eternidade, por isso amamos tanto os templos, nos quais se realiza a ordenança do selamento. Ele testificou de forma simples que, se o casamento eterno fosse a única verdade da Igreja restaurada, isso por si só seria motivo suficiente para que se tornasse membro dela, ainda mais tendo a plenitude da verdade.

Ao expressar sua gratidão pela família que formou com sua esposa, Patrícia Holland, ele fez a seguinte declaração que emocionou a todos: “Onde quer que ela esteja, ali é o céu para mim, ali é o meu paraíso. Não existe céu sem ela”.

Depois das palavras do Élder Holland, todos voltaram para os seus lares edificados pelo privilégio de ter ouvido uma testemunha especial de Jesus Cristo.

(Antes do devocional com as famílias, o Élder Holland se reuniu com todos os missionários da Missão Maceió Brasil.)

Colaborou Marcelo Todaro — Diretor de Assuntos Públicos da Estaca Maceió Brasil

Comments Nenhum comentário »